tumblr_low99rTBbI1qgr0zvo7_500  Embora diga que a questão da homossexualidade para mim nem sequer é assunto, às vezes ainda fico surpreendida com a mentalidade de algumas pessoas. Em conversa com uma miúda de 23 anos, mãe há pouco tempo, confidenciou-me que não consegue compreender a homossexualidade, que “aquilo lhe faz confusão”. Eu já não me dou ao trabalho de explicar a minha opinião mas realmente faz-me confusão como é que existem pessoas a pensar desta maneira. Penso que isto só pode ser “culpa” dos pais e das “ensaboadelas” com que cresceram em casa. Eu não faço bandeira deste assunto, nem me revolto contra quem é homofóbico (já passei essa fase). Estamos em 2014, no nosso país o casamento entre duas pessoas já é legal (o que realmente me surpreendeu e sei que mais ano, menos ano, a adopção será aceite também) e como é que ainda existem pessoas com esta maneira de pensar?

14 thoughts on “(Ainda) os preconceitos

  1. É um bocado frustrante levar com essas conversas.
    Num dos trabalhos aconteceu-me uma "engraçada".
    Eu não tinha confianças com as minhas colegas pra andar a falar da minha vida sexual, por isso elas não faziam ideia que eu era gay – nem tinham que saber, porque só nos dávamos no trabalho e já chegava – e a dada altura entrou um rapazito que tinha um namorado mais velho.
    E uma das colegas mais velhas, chamava lhe alto e bom som "o florzinha" muito satisfeita consigo própria, porque o moço andava era desviado. e era um desperdício. Ainda lhe tentei explicar que não era "desvio" mas ela lá ficou na dela. e como ela tantas outras.
    Reagem muito na base do "eu não concordo" Porque eu e os gays todos das redondezas ligamos muito a isso, e já agora precisamos de autorização alheia para arranjar namorado ou dar umas quecas, tá bem tá.

  2. Porque é preciso mudar uma geração inteira antes de se mudarem mentalidades. Na minha casa nunca se debateu muito o tema da sexualidade, havia muito tabu à volta do assunto e pouca vontade dos meus pais em dialogarem sobre isso comigo. No entanto, sempre me educaram para aceitar tudo e todos, sem discriminações de algum tipo. Mas confesso que se eu fosse homossexual, ou bi, iria ser uma grande desilusão para eles… tenho a certeza que me aceitavam e respeitavam mas seria um longo caminho a percorrer até chegar a esse ponto.

  3. E' para mim um tema que me revolta. Estou como a Ines, os meus pais sao muito preconceituosos nesse respeito. Odeia tudo o que envolva homossexualidade.. No entanto, acredito que se fosse eu seria uma desilusao, estariam la para mim… mas iria levar anos para adaptacao. Ainda hoje. Nao e' muito diferente. Tenho um namorado com mais de 30 anos de diferenca. Nao sou lesbica, mas andar com alguem mais velho e' algo considerado fora do normal na sociedade de hoje em dia e quer queira quer nao e' com olhares de gozo e despreso que tenho de levar. Infelizmente 'e assim… Se me importo? Claro que sim, afecta-me e deixa-me triste, mas se vou deixar de estar com quem amo por causa do que os outros pensam??? Nem pensar.

    1. Anna Marian: A minha família tem pessoas preconceituosa e outras não mas como não somos uma família próxima, é-me indiferente como pensam. Sempre fui muito senhora das minhas ideias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *