Foi das adaptações mais fiéis que li. Tirando o final que não é igual (mas que acaba por não ser relevante), tudo é muito fiel.
A autora soube fenomenalmente entrar na mente de uma criança de 5 anos, levar tudo à letra…o amor entre mãe e filho, neste filme, é exacerbador e prova que vence tudo.
 
O livro lê-se muito bem e neste caso, acho fundamental o visionamento do filme imediatamente porque existem imagens que são precisas serem vistas, ao invés de serem imaginadas …exemplo disso é a dimensão do “Room” e a primeira reacção de Jack com a sua nova vida.
Recomendo vivamente.
 
Sinopse: Joy (Brie Larson) e o seu filho Jack (Jacob Tremblay) vivem isolados num quarto. O único contato que ambos têm com o mundo exterior é a visita periódica do Velho Nick (Sean Bridgers), que os mantém em cativeiro. Joy faz o possível para tornar suportável a vida no local, mas não vê a hora de deixá-lo. Para tanto, elabora um plano em que, com a ajuda do filho, poderá enganar Nick e retornar à realidade.
 
Curiosidades: A Brie Larson isolou-se em casa, durante 1 mês, sem telefone, internet e com uma dieta restrita. A história não é baseada em ninguém em específico. Shailene Woodley também foi pensada para este papel.

7 thoughts on ““Room” de Emma Donoghue (livro)/Lenny Abrahamson (filme) 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *