Playstation – a “outra”

Qual é a sensação de ter o nosso homem sempre agarrado à Playstation? Não sei. Nunca tive. Qual é a sensação de a Playstation ser a “outra”? Não sei. Nunca tive.

Devo ter queda para homens com queda para outro tipo de aparelhos porque um desses nunca me calhou na rifa. Já ouvi relatos de mulheres a queixarem-se: “Ai miga, o meu gajo está na horas na PS. Eu não me importo porque assim vejo as minhas novelas sossegada.” Não vejo mal nisto. É bom termos um bocadinho para nós próprios, nem que seja a ver as novelas ou o que quer que seja.

O que eu não acho normal são relatos de gajos que descuram o seu cumprimento de maridos/namorados para estarem de volta da maquineta… A maquineta tem mamas? Não me parece. A maquineta tem pipi? Também não. Então o que é que se passa? Por muito que goste de cinema, a tv tem um botão milagroso que se chama “pause” e, meus amigos, uma queca é uma queca. Aliás, o filme depois até sabe melhor num estado muito mais relaxado. E sou capaz de prever que o maldito jogo de PS também…

Tenho para mim que as maratonas de Playstation estão para os homens da nossa geração, como as maratonas de automobilismo para os nossos pais.

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades..literalmente.

22 thoughts on “Playstation – a “outra”?

  1. Eu não tenho PS ou qualquer outra consola, mas qualquer jogo informático pode ser altamente viciante.
    Ainda me lembro dos meus tempos de faculdade, tinha eu uma Sega Megadrive. Comecei a jogar um jogo chamado Lemmings para passar o tempo até me deitar, e quando dei por mim eram 5 da matina. E tinha que acordar cedo nessa manhã pois tinha um teste prático de laboratório. Não era o dia adequado para ir dormir para a sala de aula.

    O facto politicamente incorrecto é que não damos pelo tempo a passar enquanto jogamos, enquanto com elas…
    Uma pessoa também perde a noção do tempo durante uma queca, mas os homens simplesmente não possuem a endurance necessária para actuar durante tanto tempo como o fazem nos jogos. Não há fármaco que o valha. E muito sinceramente, acho melhor assim, caso contrário havia uma epidemia de dores de cabeça por parte do sexo feminino 😉

    Eu percebo porque isto irrita as mulheres. Como é que somos capazes de passar um dia inteiro agarrado a um jogo e não somos capazes de fazer o mesmo com elas? Se fosse mulher passava-me. Mas claro que elas passam-se por tudo e por nada 🙂
    Simplesmente vocês não vêm a coisa pelo prisma correcto. Pensem que enquanto o vosso homem está preso ao nintendo ou à playstation, não anda a perseguir outros rabos de saia, pois não tenham ilusões, essa seria a alternativa. Pensem nisso.

  2. E eu fiquei lixada quando ontem me fecharam o blogue pelo dia a fora… graças a Deus já mo repuseram novamente… tinha sido engano… HAJA PACIÊNCIA!!!

    Beijocas doces****

  3. os jogos podem ser viciantes, e como tudo que é um vicio, faz o seu utilizador perder a noção do razoável. é o que se passa nesses casos que referes.

    mas isto digo eu que nem play station ou outro tipo de consolas tenho 🙂

  4. Não tenho PS mas tenho PC (já só jogo ao PES e ao FM quando não tenho absolutamente nada para fazer). Atesto efectivamente que pós – não imediatamente a seguir – sexo no PES as jogadas me saiam mais espectaculares e surgiam os golos mais incriveis.
    Admito, no entanto, ser excepção.

    (Deve ser por isso que os brasucas defendem o sexo antes de um jogo…)

  5. Ska: PS, X-Box, Wii, Nintendo, sei lá…é tudo igual. Não jogo a nenhuma. E sim, sei que a X-ox é da intendo…acho… 🙂

    King Mob: Se7quando nós queremos endurance sem parar, temos os vibradores. Nós gostamos é de atenção! Mas atenção que isto nunca me aconteceu. Rifava-o logo. Ehehehe!

    Gata Cristina: Isso é o segredo do casal perfeito! Muito bem!

    Paula: Quem te fechou o blog?

    aesoumadosdias: Já somos dois!

    Menina Veneno: Quem?

  6. Eu ofereci a PS3 ao R e não me arrependi, ele só joga quando eu me retiro para o quarto para ver TV, e como agora por causa da gravidez ando mais cansada, ele não é obrigado a dormir as mesmas horas que eu.
    Mas não deixamos de ter os nossas momentos por causa da PS loll
    isso é ridiculo

  7. Caia: Tempo repartido é que é!

    afectado: Mas sabes que ter um vicio é sempre bom. O que era da vida sem vicios? 🙂

    Bruno Miguel: Tu és mais caminhas à esturra do sol!

    Separado de Fresco: Casas comigo?

    Noya: PES conheço mas FM, não.Também é de bola?

  8. Ah ah, matei-me com essa teoria xD
    Muito bom 😉

    Acho que tem tudo a haver com maturidade, e respeito.

    Meninos, passam o dia em frente à Playstation, a ponto de descurarem a sua cara metade.
    Meninos imaturos e sem respeito.

    Homens cumprem as suas obrigações e só ficam em frente à playstation (ou qualquer outro entretenimento) quanto baste do seu tempo.

    É uma questão de equilibrar as coisas, embora também concorde que todos precisam do seu espaço…

    E também, quando não dá… não dá 😉

    Mas gostei do post, muito pertinente como sempre 😉

    E viste, sempre voltei cá ao blogue!
    Já podes retomar a tua vida normal xD
    (brincadeirinha 😉

  9. Eu consigo partilhar o meu com a x-box. Na verdade não perco nada com isso. Ele só a usa quando está sozinho e na verdade acho que lhe faz bem quando está stressado.
    Suponho que seja uma gaja com sorte 😉

  10. O Abade é um viciado na playstation… mas como eu sou uma viciada em computador tá-se bem.

    tá ele a jogar e eu no blog 🙂 junta-se o útil ao agradável, agora se ele gostasse de sair com gajas é que já havia merda em casa lol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *